NOTA DE PESAR


Valdo Barros, o nosso querido Valdo, não está mais fisicamente entre nós, cheio de alegria e questionamentos. Sentiremos falta de seu espírito inquieto, crítico e inteligente, mas, ao mesmo tempo, doce e generoso
, revelado desde o primeiro dia de aula até a conclusão de seu mestrado, caminho que fez conosco. Ele estará para sempre em nossa memória, como aluno pessoa exemplar. 
 
                                                                                     Fortaleza, 24 de junho de 2020. 
 
COLEGIADO DO CURSO DE FILOSOFIA DA UFC 

Nota Pública dos Cursos de Filosofia da UFC sobre o PPE

 
 Nota Pública dos Cursos de Filosofia da UFC sobre o PPE

     Os professores e discentes dos cursos de graduação e de pós-graduação em Filosofia da UFvêm a público manifestar sua posição contrária à Proposta Pedagógica de Emergência - PPE, elaborada pela Pró-Reitoria de Graduação, que trata da retomada das atividades acadêmicas nos cursos de graduação da UFC. O referido PPE se fundamenta em normas legais que autorizam atividades remotas em substituição às atividades presenciais e propõe calendário para concretizar a conclusão do semestre letivo 2020.1. No entanto, no nosso entendimento, a comunidade universitária não foi suficientemente ouvida, no que concerne a uma discussão ética, que precede o arranjo normativo e legal. Trata-se da ponderação acerca da situação de exclusão digital de parcela significativa dos nossos estudantes de graduação; da consideração de que, neste momento, inúmeros de nossos discentes estão vivendo situações graves de privações financeiras, dramas pela perda de familiares e de amigos e da ausência de um ambiente doméstico para corresponder ao que é proposto no PPE-PROGRAD-UFC. Sem dúvida, a pandemia tem revelado, de forma contundente, as profundas desigualdades sociais que a universidade fielmente reflete.  

     Uma vez que estamos atravessando um momento sócio-histórico ímpar, a compreensão de diferentes fatores e a colaboração de todos e todas é indispensável para a realização das atividades acadêmicas. Portanto, mais do que nunca, nossa Instituição precisa pautar-se nos princípios universais e inalienáveis da democracia, da inclusão, da construção coletiva e do respeito às diferenças. São princípios que sustentam a identidade da Universidade Pública e que não podemos, sob pretexto algum, abrir mão deles. Não devemos aceitar que a situação emergencial provocada pela pandemia seja utilizada para legitimar projetos, planos e decisões que não sejam resultantes de um amplo diálogo e de uma reflexão profunda acerca das demandas e particularidades de nossos discentes e das especificidades dos cursos. Não nos esquivamos da busca por soluções que o contexto atual nos desafia. Precisamos, sem dúvida, encontrar juntos soluções que sejam inclusivas e que garantam a participação de todos e todas estudantes em atividades remotas e diversas, e que minimizem os prejuízos. Para tanto, é necessário que os professores também possam ser atendidos em suas necessidades pedagógicas e técnicas no uso de ferramentas digitais. 

     Ressaltamos, ainda, que a postura da PROGRAD-UFC, quanto ao conteúdo do PPE e a forma como ele foi elaborado, coloca em risco muitos avanços pedagógicos já conquistados e reduz o foco da construção do conhecimento para a transmissão de conteúdos e para a relação individual entre professores e estudantes. Desta forma, negligencia o fato de que os processos coletivos são indispensáveis para a aprendizagem e para a constituição da cidadania. A UFC acumula experiências coletivas e significativas na formação dos estudantes e na produção do conhecimento, e somente com elas podemos continuar fazendo e defendendo uma educação de qualidade.  
 
Fortaleza, Junho/2020 

NOTA DE REPÚDIO



 
O colegiado do curso de Filosofia da Universidade Federal do Ceará vem manifestar o seu veemente repúdio pela exposição, em rede social, de dados privados da vida acadêmica de um estudante da UFC feita pelo reitor da instituição em 17 de maio último, atitude considerada por este colegiado como sendo ilegal e imoral, ferindo princípios da administração pública, constrangendo publicamente um estudante que tem o direito de construir o seu itinerário acadêmico e desrespeitando a sua legítima eleição, realizada pelos seus pares, como representante estudantil no conselho universitário da instituição.

 
Fortaleza (Ce), 21 de maio de 2020.


COLEGIADO DO CURSO DE FILOSOFIA / UFC


Links Úteis